15 de mar de 2012

Sexo e paixão sempre!!


     Esses dias, em um evento com 700 mulheres, o palestrante da área do direito, anterior a mim falou que as mulheres a partir de uma determinada idade deveriam pensar melhor antes de se separar, pois estava muito difícil conseguirem um novo relacionamento.
     Não preciso dizer a vocês que um vírus violento tomou conta do local e o mulherio se alvoroçou, mas me surpreendeu ninguém o interromper e ou o interpelar. Percebi então onde morava o perigo da acomodação, é claro!
     Quem de vocês já não leu muitos manuais de revistas e livros de “como” fazer para melhorar a vida sexual ou por mais tempo? Como sair da rotina e ou segurar o casamento? Ou mesmo, o que fazer para não trair ou parar de admirar a grama do vizinho?
     A verdade é que mudanças sempre irão existir tanto na vida sexual como em nossos corpos, que envelhecem e se transformam - e nem todas as mudanças são bem vindas. Exemplos são as mulheres na menopausa com menos lubrificação vaginal ou os homens com dificuldade para alcançar e manter uma ereção. Muitas vezes também, e infelizmente, a monogamia, que antes era o centro de muitos relacionamentos de longo prazo começa a ser vista como monotonia.
     Porém, o que muitas pessoas ainda não sabem é que o desejo e o envolvimento afetivo-sexual permanecem conosco durante toda vida e se soubermos cuidar das fontes que estressam os indivíduos e suas relações este desejo só termina com a morte.  
     Outro mito que faz “murchar” uma pessoa é achar que não tem mais direito a se apaixonar. Temos que rever nossos conceitos e não deixar o preconceito paralisar o afeto. Ter bem claro a noção de que em qualquer idade podemos sentir o coração bater forte por uma louca paixão. Sim, é verdade: porque se contentar com estatísticas e previsibilidade, quando podemos ter mais emoção e amizade? Que maravilha poder sentir o calor da intimidade. 
     Problemas médicos, o medo de se entregar e ou se frustrar são os piores inimigos da nossa vida sexual, mas tudo isso pode ser corrigido quando temos ou entramos em um relacionamento que se propões a constante evolução e renovação.
     Manter sim a esperança para um novo amor ou a renovação do que já temos para uma vida longa e com luxúria.  Mulheres e homens, hoje de qualquer idade, mesmo acima de 60 anos não devem se questionar sobre: quando é que o desejo sexual irá parar? Porque somos seres sexuais desde o nascimento até a morte.
     Então meus amigos, fiquem atentos, como amantes maduros, para algumas armadilhas e trapaças que possam fazê-los pensar que sua vida afetiva e sexual chegou ao fim e reajam.
     Estejam sempre temperando a sua vida pessoal e sexual - levem relacionamentos a dois a sério em qualquer idade. Estejam sempre produzidas, lindas, prontas para serem olhadas, admiradas e admirarem. Não existe nada melhor na vida do que receber e fazer um elogio. Criar e renovar laços afetivos e eróticos faz bem para a mente, para a pele e podem resultar em momentos muito agradáveis. Além disso, são coadjuvante nos tratamentos de ansiedade, estresse, mau humor, dor de cabeça, insônia e alguns tipos de depressão.