26 de mar de 2012

HOMOFOBIA


Falando de Sexo  |  11/02/2012 07h11min

Por que a homofobia ainda pode levar à agressão nos                                            dias de hoje?

Especialistas falam do caso do universitário agredido 

esta semana por dois homens

Lúcia Pesca e Andréa Alves  | falandodesexo@horasc.com.br
Mais uma vez nos choca essa questão da homofobia levar à agressão ainda nos dias de hoje. Estamos falando do universitário agredido esta semana por dois homens. É interessante como, na ótica dos homens, a homossexualidade masculina é algo considerado nojento, mas boa parte dos homens admite que sonha em transar com duas mulheres ao mesmo tempo.

Mais ainda, que estas mulheres também troquem carícias entre si, o que poderia ser considerado como uma forma de homossexualismo. Em compensação, muitas mulheres acham nojento o homossexualismo feminino, porém fazem uma "festinha destas" eventualmente, e aceitam numa boa o homossexualismo masculino.

Pessoas homofóbicas geralmente fantasiam relacionar-se com um parceiro do mesmo sexo, mas não revelam esta fantasia sexual pelo medo do questionamento da própria sexualidade. Dois caminhos são mais comuns para se livrar dela: imaginar a transa com duas mulheres ou agredir quem estimula o desejo.

O preconceito é algo que existe primeiro dentro da nossa cabeça. Se entendermos o nosso preconceito, e tentarmos eliminá-lo, passamos a ver as outras pessoas como elas são. Não é necessário sair agredindo por aí. Suas fantasias não vão incomodar mais.
HORA DE SANTA CATARINA