14 de out de 2012

AMANTES

Eu poderia ficar aqui dizendo que amantes são todos aqueles que amam, e que hoje é o dia das pessoas que têm algum sentimento por outra. Mas, na verdade é a comemoração daqueles que tem uma vida dupla com encontros fortuitos.

Dia 22 de setembro foi institucionalizado o dia daqueles casais que tem a vida ideal para uma relação a dois, dos que os encontros sempre geram o friozin

ho na barriga, dos que enviam vários torpedos estimulantes durante o dia, dos que criam surpresas para motivar o interesse sexual do outro sempre que os encontros possam ser mais longos, dos que tem orgulho de possuir um segredo a dois, daqueles que a todo encontro falam de si próprio e tem quem escute com atenção e compartilhe. Enfim dos que fazem uma eterna lua de mel mesmo depois de alguns anos “juntos”.

Sim, amantes, pessoas que também valorizam a qualidade de sua vida amorosa como todas as outras que amam, mas dimensionam o valor dos momentos que podem estar juntos, porque são poucos e únicos.

Alguns destes amores são tatuados no coração e marcam fortemente a vida um do outro para sempre. São eternas primaveras, sempre floridas mesmo quando chuvosas e sombrias pelo afastamento que a vida que escolheram lhes impõe.

Amantes, amores, paixões avassaladoras. Um jeito de amar em segredo ocupando o mesmo espaço com um único objetivo: o prazer de momentos “para sempre enquanto dure”.

Mas há uma questão que não quer calar quando se pensa em amantes: “porque todos os casais não poderiam questionar a vida que levam e levarem uma vida mais de amantes?”!!